Contate-nos: contato@escoca.com.br ou (19) 3873-2108

Programa de Voluntariado da Classe Contábil: Doação pode reduzir imposto devido

Por Juliana Oliveira
RP1 Comunicação

Doações para fundos da criança e do adolescente ainda podem ser abatidos do Imposto de Renda deste ano

Doações para projetos culturais, esportivos e para fundos da criança e do adolescente e dos idosos podem ser abatidas do Imposto de Renda. O abatimento para pessoas físicas é de até 6%, se a doação ocorrer até o dia 31 de dezembro do ano anterior ao da declaração. Porém, ainda é possível apoiar fundos de crianças e adolescentes e abater até 3% do imposto devido ou a restituir ainda este ano, no ato da declaração.

Segundo a coordenadora do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Vânia Labres, o desconto vem em boa hora. “Os fundos desempenham papel importante no apoio de ações voltadas a um público vulnerável. E mesmo sendo menor que para doações ocorridas no ano anterior, 3% é um bom desconto para quem tem imposto a pagar, haja vista a crise que estamos vivendo”. O PVCC conta com cerca de 5 mil profissionais da contabilidade envolvidos em diversas atividades voluntárias, entre elas, o acompanhamento de projetos apoiados pelos fundos e a sensibilização para a criação em estados e municípios que  não os têm.

Para doar este ano, no ato do preenchimento da Declaração de Ajuste do Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF), o contribuinte deve ir à ficha  Resumo  da declaração, item  Doações diretamente ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que fica no programa, e escolher o tipo de fundo para o qual quer fazer a doação, se nacional, estadual ou municipal. “Nem todos os estados e municípios já contam com este mecanismo, então, caso o contribuinte não tenha no seu estado o Fundo da Criança e do Adolescente, ele pode doar para fundos de outro estado”, informa a coordenadora do subprograma de Doações ao Funcriança e Fundo do Idoso do PVCC, Maria Salete Leite. Depois de escolhido o fundo, o contribuinte deve preencher o valor da destinação, imprimir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) gerado e pagar a guia até o dia 29 de abril. A doação só é possível na forma completa de preenchimento da declaração.

Para abater os 6% no imposto de renda 2017, ao longo do ano o contribuinte pode doar para projetos culturais, desde que inscritos na Lei Rouanet ou na Lei de Incentivo ao Audiovisual, para projetos esportivos, desde que inscritos na Lei de Incentivo ao Desporto, além dos Fucrianças e Fundos dos Idosos. Para os fundos, é preciso depositar o valor na conta que os conselhos gestores dos fundos devem, pela legislação, manter para recebimento de doações, entrar em contato com o fundo, informar o depósito e solicitar o comprovante. Para projetos culturais ou esportivos, o contribuinte deve solicitar que conste no recibo de doação o código do projeto, nas respectivas leis. Na hora da declaração do ano seguinte, o contribuinte deve informar, na ficha “Doações Efetuadas”, o nome do beneficiário, o número do CPF e o código do projeto. É necessário manter os documentos que comprovam as doações por cinco anos. As empresas também podem destinar 1% do tributo devido para doações.

Ainda é possível doar 1% para o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD) e 1% para o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon). “O total de deduções com doações é de 8%, mas o Pronas e o Pronon restringem doações a 1% cada”, informa Maria Salete.

A regra também vale para quem quer fazer doações e tem imposto a ser restituído. “Se a pessoa tem imposto a restituir, ela também pode fazer a doação e receberá a restituição com o desconto da porcentagem doada, que é o mesmo que para o imposto devido”, informa Maria Salete.

Até o ano passado, as doações só podiam ser feitas no programa para computadores. Este ano, podem ser feitas também nos aplicativos baixados em smartphones e tablets.

Fonte: http://portalcfc.org.br/noticia.php?new=25411

Artigos Similares

Receita muda regras no me... Receita muda regras no meio do jogo Imagine-se assistindo a um jogo e no meio da partida as regras são mudadas. Perplexidade, indignação, sentimento de desrespeito! Foi
Deveder de ISS em São Pa... A Secretaria de Finanças da Prefeitura de São Paulo proibiu empresas inadimplentes com o pagamento do Imposto sobre Serviço (ISS), inclusive do setor de TI, de emitir
Atenção, técnico em Co... Formados até 14 de junho de 2010 ou depois dessa data e aprovados no Exame de Suficiência devem se registrar o quanto antes Com o advento da
Dia do Contador – 2...  
Recadastramento Nacional:... Até 31 de março de 2013, todos os Profissionais da Contabilidade com registro ativo – originário, transferido ou provisório – deverão recadastrar-se no CRC SP. O recadastramento
Parcelamento de débitos ... Através da Resolução Conjunta SF/PGE 002/2012 (DOE 16.10.2012) fica autorizado o parcelamento de débitos de ICMS não inscritos desde que atenda os artigos 570 a 583 do
NOVOS CST – ICMS em... Hoje completa um mês que iniciou-se o para os contribuintes do ICMS ao emitirem a nota fiscal,  atentar-se aos novos códigos de situação tributária (CST) , instituídos
DECORE – DECLARAÇ... A DECORE é um documento contábil instituído pela Resolução CFC 1.364/11 que destina-se a comprovar a renda de pessoas físicas. Geralmente apresentada em instituições financeiras, bancos dentre
Empresas têm menos de do... Mais de três milhões de empregadores precisam ficar atentos ao prazo para realizar o registro no Novo Conectividade Social por meio do certificado digital no padrão ICP-Brasil.
Linha de Financiamento pe... A Resolução 680 de 10 de janeiro de 2012, aprovou uma linha de crédito para aquisição de material de construção, o Financiamento de Material de Construção (Fimac FGTS)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *